Amigos, voc√™s est√£o convidados para conhecer o Loft IEATM, na ExpoCigra 2018, at√© o dia 10,¬† das 14h √†s 22h, no Pavilh√£o da ABCZ, no Parque Fernando Costa, com¬† ambientes criados por 19 profissionais e a participa√ß√£o de dez empresas. O espa√ßo ainda conta com 13 parceiros para tornar o local ainda mais agrad√°vel para receber os visitantes.¬† A coordena√ß√£o do Loft IEATM, liderada pelas arquitetas Ale Roso (coordenadora geral) e¬† Vanessa Kimye (coordena√ß√£o setorial), com apoio do presidente do Instituto de Engenharia e Arquitetura do Tri√Ęngulo Mineiro, engenheiro Gilberto Machado Barata de Oliveira,¬† explica que o objetivo do espa√ßo √© valorizar profissionais e empresas que atuam no segmento de constru√ß√£o e decora√ß√£o, al√©m de possibilitar aos visitantes o conhecimento sobre o trabalho desenvolvido pelo¬† CREA-MG e pelo¬† IEATM. Ale destaca que a ideia √© evidenciar que a contrata√ß√£o de profissionais para assinar e executar os projetos √© imprescind√≠vel para que os clientes fiquem satisfeitos de forma plena. Complementam a equipe de coordena√ß√£o do Loft, Alexandre Cury, Geovana Lima, Nathalia Marineli e Rose Dutra.
Profissionais: 
Ale Roso
Ana Silvia
Camila Botelho Ribeiro
Claudia Ribeiro
Cristiana Prata
Cristiana Terra
Gabriela Ferreira
Gabriela Sabino
Geovana Lima
Glendha Luz
Liliane Oliveira
Lorena Sabino
Marlucia Landim
Melissa Fazolino
Nayara Fachinelli
Raphael Ticiano
Simone Cartafina
Vanessa Kimye
Vera Derenusson

Publicado em 08/11/18

Soninha vilela entre Lauro Andrade filho e M√°rcio Cec√≠lio, que ela chama de seus grandes “mentores”

 

Profissional das mais competentes, arquiteta Soninha Vilela (leia-se Mac Design) está atualmente engajada em projetos belíssimos de ajuda humanitária através do estímulo e descoberta de talentos para enriquecer o setor de decoração. Os primeiros deles foram mostrados durante a DW na MAC em São Paulo e já começam a ser coroados de sucesso.

Com o objetivo de fazer algo pelo semelhante e pensando nisso, Soninha Vilela se uniu ao Fashion For Better Brasil, onde usaram criatividade e talento para capacitar pessoas. Começaram com pessoas de baixa renda e refugiados, na confecção de almofadas e balanços, que estão lindos!

 

Mostra do projeto com macramè

 

A ‚Äúcadeia‚ÄĚ, portanto, j√° est√° aberta aberta,¬† mas para isso √© preciso unir for√ßas. Vamos ajudar a divulgar e descobrir professores de croch√®, macram√®, tecidos, fios, enchimentos… O projeto oferece vale transporte e refei√ß√£o, remunera√ß√£o do aprendizado, testes e o produto final aos capacitados.

 

M√°rcio Sassine premiado

 

Chaise Louva Deus de Marcio Sassine

 

Premiação recebida por Marcinho

 

Soninha Vilela recebe amigos e profissionais de sucesso em S√£o Paulo

 

 

 

Publicado em 18/09/18

A R√ļssia, sede da Copa do Mundo FIFA 2018, tamb√©m √© sede de Projetos Arquitet√īnicos bel√≠ssimos, que sempre v√™m acompanhado de um grande senso de sustentabilidade compartilhado pelos europeus.

O “Tochka na Karte‚ÄĚ Country Hotel ‚Äď express√£o em russo para “um ponto no mapa” ‚Äď est√° localizado a 120 km de S√£o Petersburgo, √†s margens do Lago Ladoga, na fronteira da Rep√ļblica da Car√©lia.

 

A R√ļssia, sede da Copa do Mundo FIFA 2018, tamb√©m √© sede de Projetos Arquitet√īnicos bel√≠ssimos, que sempre v√™m acompanhado de um grande senso de sustentabilidade compartilhado pelos europeus.

O “Tochka na Karte‚ÄĚ Country Hotel ‚Äď express√£o em russo para “um ponto no mapa” ‚Äď est√° localizado a 120 km de S√£o Petersburgo, √†s margens do Lago Ladoga, na fronteira da Rep√ļblica da Car√©lia

 

 

Assim os Arquitetos puderam acomodar os edif√≠cios entre as √°rvores existentes, sem precisar cort√°-las nem abrir m√£o do melhor do local ‚Äď a vista do lago alcan√ßa todos os quartos por meio de pain√©is envidra√ßados que v√£o do ch√£o ao teto. A fim de que a arquitetura n√£o competisse com a natureza, as paredes levam madeira e metal escuro.

O hotel compreende 3 blocos prolongados de 2 andares de Quartos duplos, 32 Quartos Standard, Suítes independentes e um edifício de Recepção.

O edifício da Recepção é montado a partir de três módulos e alguns elementos pré-fabricados. Uma ampla gama dos módulos do hotel consiste em quatro blocos de 2 andares interligados por escadas e terraços.

Um módulo é um Quarto standard com área de 18 metros quadrados. Uma suíte é formada a partir de dois módulos.

Os m√≥dulos¬†foram posicionados de forma que¬†maior parte dos edif√≠cios¬†pudesse ficar “dispersa” entre os pinheiros.¬†Foi o contexto da natureza setentrional de Karelia que orientou o Projeto Arquitet√īnico: o hotel est√° situado no ponto onde o rio Vuoksi se direciona para o Lago Ladoga.

Todos os módulos estão localizados entre os pinheiros existentes, que não foram cortados graças à estratégia modular. A primeira consequência desse contexto foi maximizar a interação entre o residente e o meio ambiente, por exemplo, a partir de um painel de vidro do chão ao teto em cada quarto com vista para o Lago Ladoga.

Formas naturais,¬†disposi√ß√£o¬†de √°rvores e esfor√ßo para fornecer uma vis√£o da costa de todos os quartos¬†caracterizam a localiza√ß√£o das edifica√ß√Ķes no terreno.

 

 

A segunda consequ√™ncia √©¬†sele√ß√£o dos materiais e padr√Ķes. Uma abund√Ęncia de madeira e metal escuro no acabamento externo¬†tira o foco¬†da Arquitetura,¬†tornando a natureza a protagonista¬†do espa√ßo.

Atualmente, este Projeto √© o √ļnico caso de arquitetura modular para instala√ß√Ķes p√ļblicas no territ√≥rio da R√ļssia que possui um valor arquitet√īnico real, e conseguiram com isso alcan√ßar a ess√™ncia do lugar¬†com a¬†Arquitetura N√≥rdica Moderna.

Rhizome Architecture Group, Archdaily e Pinterest

 

 

Juliana Sousa é Arquiteta e Urbanista, com cursos na área de Design de Interiores, Gerenciamento de Projetos, e Gestão Ambiental.

Contatos:

Studio E+A – Engenharia e Arquitetura

Avenida Alberto Martins Fontoura Borges, n¬ļ 580 | Bairro S√£o Benedito |

Uberaba/MG | Cep: 38022-070 |

Telefone: 34 3311-7243 | 34 99134-8578 | 34 99813-1119 |

studioea.construcoes@gmail.com

 

Publicado em 25/06/18

A sustentabilidade j√° deixou de ser tratada como uma simples obriga√ß√£o, e hoje j√° √©¬†sin√īnimo de diferencial e identidade

 

Quando¬†integrada corretamente em um Projeto de design, seja ele qual for, a sustentabilidade pode agregar muito valor ao Projeto, seja dando for√ßa a identidade¬†ou ditando um estilo pr√≥prio. Foi isso que aconteceu a esse restaurante em Kiev, na Ucr√Ęnia.

O Restaurante chamado¬†Simple¬†foi pensado com foco na¬†sustentabilidade e simplicidade ‚Äď como o pr√≥prio nome j√° sugere ‚Äď e traz bastante caracter√≠sticas da natureza e de¬†uma vida mais org√Ęnica. A ideia do restaurante √© ‚Äúseja simples, coma simples‚ÄĚ, e implica cozinhar comida vegetariana a partir de produtos locais, frescos, e sem conservantes, mas em combina√ß√Ķes inusitadas.

O ponto de partida para a concepção do Projeto foi a simplicidade, para a decoração e também para os pratos, que são feitos com ingredientes locais e da estação.

 

 

O Projeto Arquitet√īnico, o Projeto de design de interiores e a identidade visual do Simple foram desenvolvidos pela ag√™ncia de branding, arquitetura e design Brandon Archibald, liderados pela Arquiteta Anna Alexandrova.

O formato estreito foi um grande desafio para o Projeto, já que a maior parte do restaurante tem 2,70m de largura. Como o Cliente participa da montagem do seu prato, essa parte ficou nos fundos da construção, ficando entre o salão de mesas da entrada e o da lateral, se tornando funcional e bem charmoso.

 

 

 

Os m√≥veis ‚Äď mesas e bancos ‚Äď e itens como porta-guardanapos e bandejas s√£o todos em madeira.

Materiais baratos que foram comprados no mercado local ganharam outro uso e foram reaproveitados. Potes de vidro reciclados se transformaram em luminárias pendentes. Caixotes viraram estantes e o rolo para massas serve de cardápio de bebidas. E para servir de cabide, um rastelo de cabeça para baixo.

 

 

 

 

Muitas plantas ‚Äď suculentas e cactos ‚Äď deixam o ambiente mais vivo, desde uma parede inteira dedicada a vasinhos em prateleiras e uma suculenta em cada porta-guardanapos.

 

 

O conceito e o Projeto foram muito bem elaborados e realizados, e o ambiente ficou perfeito para comer uma comida de qualidade, passar o tempo com pessoas queridas ou simplesmente tomar um café e ler um bom livro.

 

 

 

Os detalhes vão para além do salão. O porta-papel toalhas do banheiro é uma casa de passarinhos. E na parede do sanitário, Freud, te convida a sentar no vaso sanitário

 

 

Fonte: Brandon Archibald, Archdaily e Pinterest.

 

Juliana Sousa é Arquiteta e Urbanista, com cursos na área de Design de Interiores, Gerenciamento de Projetos, e Gestão Ambiental.

 

Contatos:

Studio E+A – Engenharia e Arquitetura

Avenida Alberto Martins Fontoura Borges, n¬ļ 580 | Bairro S√£o Benedito |

Uberaba/MG | Cep: 38022-070 |

Telefone: 34 3311-7243 | 34 99134-8578 | 34 99813-1119 |

studioea.construcoes@gmail.com

 

Publicado em 11/06/18

A vida conturbada nas grandes cidades est√° afastando a humanidade da natureza e da vegeta√ß√£o. Estima-se que as pessoas fiquem, atualmente, cerca de 90% do dia em ambientes fechados, principalmente em escrit√≥rios, trabalhando. A maioria dos interiores empresariais n√£o √© adequadamente planejado para receber jardins ou sequer vasos de plantas. E isso pode ser algo terr√≠vel tanto para a sa√ļde quanto para a produtividade dos empregados.

Um estudo recente feito pela Universidade de Melbourne, na Austrália, pela pesquisadora Kate Lee, mostrou que admirar a natureza por pequenos instantes melhora a concentração; e olhar para um jardim durante 40 segundos aumenta a produtividade e relaxa.

Outro estudo da Universidade de Queensland, na Austrália, diz que ter plantas à sua volta aumenta 15% a produtividade: o trabalhador fica mental, emocional e fisicamente mais envolvido no trabalho e mais feliz. Segundo o co-autor da pesquisa, Alex Haslam, os trabalhadores de escritórios verdes se sentem prestigiados pelo empregador e retribuem com satisfação e produtividade.

 

Ter plantas no ambiente profissional √© um investimento!¬†N√£o¬†√© √† toa que grandes empresas est√£o investindo em solu√ß√Ķes verdes, diminuindo os impactos ao Meio Ambiente e melhorando a imagem da empresa junto a clientes, visitantes e trabalhadores. Nesse sentido, um nicho de trabalho que vem crescendo no mundo corporativo √©, justamente, o de¬†design da paisagem interior. E, se tratando do gerenciamento de instala√ß√Ķes, restaurantes, lojas e escrit√≥rios, h√° uma forte tend√™ncia em voga na arquitetura, que √© a pr√°tica do¬†Plantscaping.

 

O Plantscaping √© um tipo de estrat√©gia que especialistas como Arquitetos Paisagistas usam para acrescentar o verde em suas propostas. √Č uma combina√ß√£o de arte, design, psicologia ambiental e t√©cnicas de cultivo para personalizar espa√ßos internos de edif√≠cios. √Č um jeito criativo de imitar o ambiente natural e emitir as sensa√ß√Ķes mais agrad√°veis, mesmo que em locais totalmente est√©reis, quanto os escrit√≥rios.

 

Fazer o Plantscaping envolve muito mais do que simplesmente escolher plantas em uma floricultura. Trata-se de saber complementar e destacar um Projeto Arquitet√īnico, aprimorando seu design espacial atrav√©s da inser√ß√£o de esp√©cies naturais.¬†Trata-se de unir a natureza aos interiores com o prop√≥sito de embelezar os lugares, mas tamb√©m de fornecer a melhor qualidade de vida e inspirar seus usu√°rios.

O objetivo n√£o √© transformar edif√≠cios de escrit√≥rios em mini selvas. Basta s√≥ uma √ļnica planta, bem colocada dentro do espa√ßo, para que todos os elementos construtivos ao redor se suavizarem. Dependendo da sua estrutura e forma, diferentes fen√īmenos visuais podem ser gerados.

Os benef√≠cios de um Projeto Arquitet√īnico totalmente integrado ao verde s√£o muitos:

  • As plantas s√£o √≥timas para reduzir a umidade, extrair o excesso de calor e melhorar a qualidade do ar e a ac√ļstica dos ambientes.
  • Quando bem nutridas e v√≠vidas, as plantas contribuem para o bem-estar geral das pessoas. Pesquisadores cl√≠nicos j√° comprovaram, em pesquisas realizadas na Europa e nos Estados Unidos, que a produtividade e a criatividade das pessoas aumentam quando elas est√£o em meio √†s plantas.¬†√Č preciso considerar o impacto das plantas em espa√ßos empresariais e a experi√™ncia positiva dos seus usu√°rios quando em contato com a vida natural.
  • Podem ser usadas para zonear espa√ßos ou estabelecer hierarquias focais.
  • Todos os itens listados acima favorecem para que o Edif√≠cio receba uma boa certifica√ß√£o, como a¬†LEED ‚Äď Leadership in Energy and Environmental Design ‚Äď que √© um sistema de certifica√ß√£o e orienta√ß√£o ambiental de edifica√ß√Ķes.

 

Algumas espécies que mais funcionam em ambientes internos são: Espada de São Jorge, Jiboia, Ráfis, Aspidistra, Marantas, Lírio da Paz, Comigo Ninguém Pode, Aspargo Rabo de Gato, Zamioculcas, Pacová, entre outros.

Às vezes, quando não é possível ter plantas de forma alguma, basta o uso da madeira sem pintura pois ela também remete à natureza.

 

 

 

 

Dica:

Para que um Arquiteto ou Design de Interiores possa desempenhar o papel de¬†plantscaperele deve, primeiramente, exercitar seu o olhar art√≠stico. Tamb√©m deve procurar obter mais conhecimento sobre plantas ‚Äď horticultura e bot√Ęnica.

S√£o fun√ß√Ķes do¬†plantscaper:¬†realizar propostas de paisagismo; fazer o acompanhamento da inser√ß√£o das plantas nos interiores; o acompanhamento da rega, poda, fertiliza√ß√£o, controle de pragas e doen√ßas, e outros cuidados semanais; e a aquisi√ß√£o de novas esp√©cies, al√©m de sua instala√ß√£o e manuten√ß√£o.

 

 

Fonte: Archdaily, GBC Brasil, Pinterest

 

Juliana Sousa é Arquiteta e Urbanista, com cursos na área de Design de Interiores, Gerenciamento de Projetos, e Gestão Ambiental.

Contatos:

Studio E+A – Engenharia e Arquitetura

Avenida Alberto Martins Fontoura Borges, n¬ļ 580 | Bairro S√£o Benedito |¬†

Uberaba/MG | Cep: 38022-070 | 

Telefone: 34 3311-7243 | 34 99134-8578 | 34 99813-1119 | 

studioea.construcoes@gmail.com

Publicado em 10/05/18

“A Cor do Ano (Pantone 18-3838) tornou-se muito mais do que uma tend√™ncia no mundo do design e da moda; agora √© realmente o resultado de uma reflex√£o e da identifica√ß√£o daquilo que est√° em falta no mundo atual‚ÄĚ

(Laurie Pressman, Vice Presidente do Pantone Color Institute)

O Ultra Violet¬† 18-3838 ‚Äď cor do ano de 2018¬† ‚Äď uma tonalidade “dram√°tica” de roxo, √© uma cor relativamente neutra; tem bastante azul, mas tem uma pitada de amarelo tamb√©m, al√©m do vermelho. √Č uma cor que combina muito bem com neutros como branco, cinza e preto.¬†¬†Na moda e na decora√ß√£o traz esoterismo e modernidade, e funciona bem com pe√ßas de estilo mais minimalistas e cortes retos.

Todas as esta√ß√Ķes da An√°lise Monocrom√°tica t√™m uma gama de roxos e seus derivados. Sendo assim, podemos contar com uma infinidade de vers√Ķes para nos inspirar ‚Äď todo mundo tem um tom de roxo para chamar de seu.

Para a decora√ß√£o, utilize o ultra violet em pontos de destaque ‚Äď objetos decorativos ou m√≥veis, em contraponto com cores claras e monocrom√°ticas. Para um ambiente mais suave, aposte nos tons pastel, como rosa, azul e lil√°s. Para um ambiente mais sensual, aporte nos tons mais escuros como o preto e o marrom, al√©m de utilizar tecidos luxuosos como o couro e o veludo.

 

 

O Instituto de Cores Pantone™ √© um servi√ßo de consultoria dentro da Pantone, que anuncia tend√™ncias mundiais de cores e presta aconselhamento sobre identidade de marcas e desenvolvimento de produtos em termos do uso de cores, envolvidos desde a aplicabilidade e a integra√ß√£o das cores dentro da estrat√©gia empresarial. Reconhecida internacionalmente como a l√≠der em termos de fonte de informa√ß√Ķes sobre cores, atrav√©s de estudos sazonais de tend√™ncias, desenvolvimento de cores customizadas e recomenda√ß√£o de paletas de cores para produtos e identidade corporativa, Pantone Color Institute faz parcerias com marcas internacionais para elevar o poder, a psicologia e a emotividade das cores em suas estrat√©gias de design. (Fonte: Pantone, Pinterest, Casa Vogue)

 

Juliana Sousa é Arquiteta e Urbanista, com cursos na área de Design de Interiores, Gerenciamento de Projetos, e Gestão Ambiental.

Contatos:

Studio E+A – Engenharia e Arquitetura

Avenida Alberto Martins Fontoura Borges, n¬ļ 580 | Bairro S√£o Benedito |¬†

Uberaba/MG | Cep: 38022-070 | 

Telefone: 34 3311-7243 | 34 99134-8578 | 34 99813-1119 | 

studioea.construcoes@gmail.com

 

Publicado em 16/04/18

Situado no¬†Valle¬†de¬†Guadalupe, Baja¬†Calif√≥rnia, distante 1h30 de Tijuana, o Hotel Encuentro Guadalupe tem cabanas com um ‚Äúqu√™‚Ä̬† futurista ‚Äď feitas de madeira e a√ßo ‚Äď suspensas no ar no meio dos rochedos des√©rticos, com p√© fincado na sustentabilidade.

                 

Este hotel campestre é formado por um conjunto de 20 apartamentos independentes com 20m² de área construída cada, localizados dentro de uma área de 94 hectares, que conta ainda com uma vinícola e está localizado na rota do vinho mexicano.

Hotel Encuentro Guadalupe

Projetado pelo Arquiteto mexicano Jorge Gracia, do Studio Gracia, no ano de 2011, teve como uma de suas principais premissas e parte da filosofia do empreendimento não intervir diretamente no terreno e respeitar a natureza da melhor forma possível. Assim, a estrutura em aço e madeira surge elevada do terreno, que sustenta o esqueleto dos apartamentos, chamados EcoLoft, permitindo assim que não haja contato direto com o meio.

A disponibilidade do aço por parte do cliente direcionou o projeto e também na forma limpa de utilizar o material. Foi utilizado aço corten para o revestimento, que com o longo do tempo modifica sua coloração mimetizando-se com a paisagem, o que permite que obra e meio ambiente estejam em harmonia.

A implantação do projeto surge do conceito de criar uma casa de luxo para acampar, cobrindo as necessidades básicas dos hóspedes, fomentando ao mesmo tempo o seu contato com o meio ambiente e o desfrutar de paisagens incríveis.

Cada apartamento ‚Äď ou EcoLoft ‚Äď √© equipado com uma cama king size, uma mesinha com duas cadeiras, arara suspensa para guardar as roupas, e uma adega climatizada com vinhos, de produ√ß√£o pr√≥pria. E um banheiro pequeno, por√©m extremamente moderno.

 

Quarto

 

Banho

Recepção

Recepção

Recepção

Restaurante

 

Piscina

 

Spa

 

A região e as vinícolas

Fonte: Archdaily Brasil

Juliana Sousa é Arquiteta e Urbanista, com cursos na área de Design de Interiores, Gerenciamento de Projetos, e Gestão Ambiental

Contatos:

Studio E+A – Engenharia e Arquitetura

Avenida Alberto Martins Fontoura Borges, n¬ļ 580 | Bairro S√£o Benedito |¬†

Uberaba/MG | Cep: 38022-070 | 

Telefone: 34 3311-7243 | 34 99134-8578 | 34 99813-1119 | 

studioea.construcoes@gmail.com

Publicado em 31/03/18

Entre os dias 13 e 16 de mar√ßo, no Transam√©rica Expo Center em S√£o Paulo, aconteceu a 16¬™ edi√ß√£o de 2018¬†da Expo Revestir. A feira, que √© considerada o maior evento de solu√ß√Ķes em acabamentos da Am√©rica Latina, reuniu grandes marcas do setor e recebeu diversos lan√ßamentos da Deca, Hydra, Celite, Ceusa, Docol, Lorenzetti, Portobello, Biancogres, Castelatto, Duratex, Eucaflor, F√≥rmica, Igui, Infibra, Promob, Revista Projeto, CAU, Sebrae, Solar Turbines, entre outros.

O Studio Engenharia e Arquitetura esteve na “Fashion Week” da Arquitetura e Constru√ß√£o e depois de uma longa e inspiradora visita selecionou os principais destaques para voc√™ conferir!

 

Gostaram?!

J√° j√° tem mais!

 

Juliana Sousa é Arquiteta e Urbanista, com cursos na área de Design de Interiores, Gerenciamento de Projetos, e Gestão Ambiental.

 

Contatos:

Studio E+A – Engenharia e Arquitetura

Avenida Alberto Martins Fontoura Borges, n¬ļ 580 | Bairro S√£o Benedito |¬†

Uberaba/MG | Cep: 38022-070 | 

Telefone: 34 3311-7243 | 34 99134-8578 | 34 99813-1119 | 

studioea.construcoes@gmail.com

 

 

 

Publicado em 21/03/18

E começa hoje a Expo Revestir 2018, a Fashion Week da Arquitetura e Construção.

√Č o maior evento de solu√ß√Ķes em acabamentos da Am√©rica Latina:

  • Materiais e solu√ß√Ķes inovadoras para projetos de engenharia, arquitetura, decora√ß√£o e construtoras;
  • Informa√ß√Ķes e oportunidades de neg√≥cios para revendas de material de constru√ß√£o;
  • Debates com experts mundiais no F√≥rum Internacional de Arquitetura e Constru√ß√£o.

Estaremos lá conferindo todas as novidades em materiais e acabamentos para trazer para vocês.

Publicado em 13/03/18

A cidade de São Paulo, bairro Alto de Pinheiros, foi o local escolhido por uma família paulistana que contratou o escritório Perkins + Will para a empreitada.

O ponto de partida do Projeto foi a árvore flamboyant existente no terreno de cerca de 1.000m² escolhido pelos moradores, dos quais 50% da área eram ocupados por jardim; e a imponente árvore, que se tornou a principal personagem do projeto.

O escrit√≥rio resolveu ent√£o primeiro estudar e entender todas as caracter√≠sticas do local, o que incluiu at√© a digitaliza√ß√£o da √°rvore. O mapeamento tridimensional no in√≠cio do processo, inclusive, foi imprescind√≠vel para essa estrutura ser feita, sendo que as dimens√Ķes e alturas da grelha foram definidas para reduzir ao m√°ximo o impacto a paisagem.

Depois de escolher o protagonista da obra, a id√©ia foi que todos, independendo de onde estivessem na casa, pudessem ver a √°rvore. Pensando nisso, a sala de estar/jantar e a varanda gourmet ‚Äď √°reas comuns e de recep√ß√£o ‚Äď deveriam estar estreitamente ligados a ele.

 

 

O engenheiro estrutural Hélio Olga desenvolveu uma grelha de madeira estrutural para cobrir essas áreas e possibilitar que a árvore fosse visível.

O Flamboyant, de nome científico Delonix regia, de origem Africana, é considerada uma das árvores mais bonitas do mundo, devido ao colorido intenso de suas flores.

 

Por ser uma esp√©cie muito presente em nossa cidade, pode ser o incentivo que faltava para a preserva√ß√£o das mesmas, e ao mesmo tempo ser o diferencial nos projetos arquitet√īnicos e de paisagismo uberabenses.

Fonte: Revista AU – Arquitetura e Urbanismo

Juliana Sousa  é Arquiteta e Urbanista, com Cursos na área de Design de Interiores, Gerenciamento de Projetos, e Gestão Ambiental

Contatos:
Studio E+A – Engenharia e Arquitetura
Avenida Alberto Martins Fontoura Borges, n¬ļ 580 –¬† Bairro S√£o Benedito
Uberaba/MG  Cep: 38022-070
Telefones: 34 3311-7243 | 34 99134-8578 | 34 99813-1119

 

Publicado em 11/03/18
SOBRE MIM

Sou Virginia Abdalla, jornalista há mais de trinta anos. Ao longo desse tempo, assinei coluna social autoral, nos diários Jornal da Manhã e Jornal de Uberaba, trabalhando com conteúdo ético e abrangente. Espaço aberto para reportagens sociais e voltado também para comportamento, lifestyle, moda, cultura, gastronomia, ciências e tendências. Editei cadernos especiais de jornais e revistas, comandei programa de entrevistas em TV local e integro o quadro de colaboradores da publicação JM Magazine,  sempre procurando destacar pessoas pelo seu talento e fatos pela sua importância transformadora.
 Este é o foco do meu trabalho jornalístico, em prospecção para este Blog, on line desde 2012 - um novo e necessário caminho para fincar os pés no presente e tecnológico universo.
Sou graduada em Pedagogia pela Faculdade de Ciências e Letras Santo Thomaz de Aquino - com especializações no setor - e pós-graduada em Educação Latu Sensu pela Universidade de São Carlos. Empresária, mãe, avó, filha e mulher que eventualmente se permite expressar através de produções de arte sustentável.

MARIZA CURY GASTRONOMIA
Studio E+A Engenharia
Arquivo
  • expand2018 (123)
  • expand2013 (63)
  • expand2012 (492)

© 2018 Virginia Abdalla Blog . Todos os Direitos Reservados.
Powered by WordPress