Soninha vilela entre Lauro Andrade filho e M√°rcio Cec√≠lio, que ela chama de seus grandes “mentores”

 

Profissional das mais competentes, arquiteta Soninha Vilela (leia-se Mac Design) está atualmente engajada em projetos belíssimos de ajuda humanitária através do estímulo e descoberta de talentos para enriquecer o setor de decoração. Os primeiros deles foram mostrados durante a DW na MAC em São Paulo e já começam a ser coroados de sucesso.

Com o objetivo de fazer algo pelo semelhante e pensando nisso, Soninha Vilela se uniu ao Fashion For Better Brasil, onde usaram criatividade e talento para capacitar pessoas. Começaram com pessoas de baixa renda e refugiados, na confecção de almofadas e balanços, que estão lindos!

 

Mostra do projeto com macramè

 

A ‚Äúcadeia‚ÄĚ, portanto, j√° est√° aberta aberta,¬† mas para isso √© preciso unir for√ßas. Vamos ajudar a divulgar e descobrir professores de croch√®, macram√®, tecidos, fios, enchimentos… O projeto oferece vale transporte e refei√ß√£o, remunera√ß√£o do aprendizado, testes e o produto final aos capacitados.

 

M√°rcio Sassine premiado

 

Chaise Louva Deus de Marcio Sassine

 

Premiação recebida por Marcinho

 

Soninha Vilela recebe amigos e profissionais de sucesso em S√£o Paulo

 

 

 

Publicado em 18/09/18

A R√ļssia, sede da Copa do Mundo FIFA 2018, tamb√©m √© sede de Projetos Arquitet√īnicos bel√≠ssimos, que sempre v√™m acompanhado de um grande senso de sustentabilidade compartilhado pelos europeus.

O “Tochka na Karte‚ÄĚ Country Hotel ‚Äď express√£o em russo para “um ponto no mapa” ‚Äď est√° localizado a 120 km de S√£o Petersburgo, √†s margens do Lago Ladoga, na fronteira da Rep√ļblica da Car√©lia.

 

A R√ļssia, sede da Copa do Mundo FIFA 2018, tamb√©m √© sede de Projetos Arquitet√īnicos bel√≠ssimos, que sempre v√™m acompanhado de um grande senso de sustentabilidade compartilhado pelos europeus.

O “Tochka na Karte‚ÄĚ Country Hotel ‚Äď express√£o em russo para “um ponto no mapa” ‚Äď est√° localizado a 120 km de S√£o Petersburgo, √†s margens do Lago Ladoga, na fronteira da Rep√ļblica da Car√©lia

 

 

Assim os Arquitetos puderam acomodar os edif√≠cios entre as √°rvores existentes, sem precisar cort√°-las nem abrir m√£o do melhor do local ‚Äď a vista do lago alcan√ßa todos os quartos por meio de pain√©is envidra√ßados que v√£o do ch√£o ao teto. A fim de que a arquitetura n√£o competisse com a natureza, as paredes levam madeira e metal escuro.

O hotel compreende 3 blocos prolongados de 2 andares de Quartos duplos, 32 Quartos Standard, Suítes independentes e um edifício de Recepção.

O edifício da Recepção é montado a partir de três módulos e alguns elementos pré-fabricados. Uma ampla gama dos módulos do hotel consiste em quatro blocos de 2 andares interligados por escadas e terraços.

Um módulo é um Quarto standard com área de 18 metros quadrados. Uma suíte é formada a partir de dois módulos.

Os m√≥dulos¬†foram posicionados de forma que¬†maior parte dos edif√≠cios¬†pudesse ficar “dispersa” entre os pinheiros.¬†Foi o contexto da natureza setentrional de Karelia que orientou o Projeto Arquitet√īnico: o hotel est√° situado no ponto onde o rio Vuoksi se direciona para o Lago Ladoga.

Todos os módulos estão localizados entre os pinheiros existentes, que não foram cortados graças à estratégia modular. A primeira consequência desse contexto foi maximizar a interação entre o residente e o meio ambiente, por exemplo, a partir de um painel de vidro do chão ao teto em cada quarto com vista para o Lago Ladoga.

Formas naturais,¬†disposi√ß√£o¬†de √°rvores e esfor√ßo para fornecer uma vis√£o da costa de todos os quartos¬†caracterizam a localiza√ß√£o das edifica√ß√Ķes no terreno.

 

 

A segunda consequ√™ncia √©¬†sele√ß√£o dos materiais e padr√Ķes. Uma abund√Ęncia de madeira e metal escuro no acabamento externo¬†tira o foco¬†da Arquitetura,¬†tornando a natureza a protagonista¬†do espa√ßo.

Atualmente, este Projeto √© o √ļnico caso de arquitetura modular para instala√ß√Ķes p√ļblicas no territ√≥rio da R√ļssia que possui um valor arquitet√īnico real, e conseguiram com isso alcan√ßar a ess√™ncia do lugar¬†com a¬†Arquitetura N√≥rdica Moderna.

Rhizome Architecture Group, Archdaily e Pinterest

 

 

Juliana Sousa é Arquiteta e Urbanista, com cursos na área de Design de Interiores, Gerenciamento de Projetos, e Gestão Ambiental.

Contatos:

Studio E+A – Engenharia e Arquitetura

Avenida Alberto Martins Fontoura Borges, n¬ļ 580 | Bairro S√£o Benedito |

Uberaba/MG | Cep: 38022-070 |

Telefone: 34 3311-7243 | 34 99134-8578 | 34 99813-1119 |

studioea.construcoes@gmail.com

 

Publicado em 25/06/18

A sustentabilidade j√° deixou de ser tratada como uma simples obriga√ß√£o, e hoje j√° √©¬†sin√īnimo de diferencial e identidade

 

Quando¬†integrada corretamente em um Projeto de design, seja ele qual for, a sustentabilidade pode agregar muito valor ao Projeto, seja dando for√ßa a identidade¬†ou ditando um estilo pr√≥prio. Foi isso que aconteceu a esse restaurante em Kiev, na Ucr√Ęnia.

O Restaurante chamado¬†Simple¬†foi pensado com foco na¬†sustentabilidade e simplicidade ‚Äď como o pr√≥prio nome j√° sugere ‚Äď e traz bastante caracter√≠sticas da natureza e de¬†uma vida mais org√Ęnica. A ideia do restaurante √© ‚Äúseja simples, coma simples‚ÄĚ, e implica cozinhar comida vegetariana a partir de produtos locais, frescos, e sem conservantes, mas em combina√ß√Ķes inusitadas.

O ponto de partida para a concepção do Projeto foi a simplicidade, para a decoração e também para os pratos, que são feitos com ingredientes locais e da estação.

 

 

O Projeto Arquitet√īnico, o Projeto de design de interiores e a identidade visual do Simple foram desenvolvidos pela ag√™ncia de branding, arquitetura e design Brandon Archibald, liderados pela Arquiteta Anna Alexandrova.

O formato estreito foi um grande desafio para o Projeto, já que a maior parte do restaurante tem 2,70m de largura. Como o Cliente participa da montagem do seu prato, essa parte ficou nos fundos da construção, ficando entre o salão de mesas da entrada e o da lateral, se tornando funcional e bem charmoso.

 

 

 

Os m√≥veis ‚Äď mesas e bancos ‚Äď e itens como porta-guardanapos e bandejas s√£o todos em madeira.

Materiais baratos que foram comprados no mercado local ganharam outro uso e foram reaproveitados. Potes de vidro reciclados se transformaram em luminárias pendentes. Caixotes viraram estantes e o rolo para massas serve de cardápio de bebidas. E para servir de cabide, um rastelo de cabeça para baixo.

 

 

 

 

Muitas plantas ‚Äď suculentas e cactos ‚Äď deixam o ambiente mais vivo, desde uma parede inteira dedicada a vasinhos em prateleiras e uma suculenta em cada porta-guardanapos.

 

 

O conceito e o Projeto foram muito bem elaborados e realizados, e o ambiente ficou perfeito para comer uma comida de qualidade, passar o tempo com pessoas queridas ou simplesmente tomar um café e ler um bom livro.

 

 

 

Os detalhes vão para além do salão. O porta-papel toalhas do banheiro é uma casa de passarinhos. E na parede do sanitário, Freud, te convida a sentar no vaso sanitário

 

 

Fonte: Brandon Archibald, Archdaily e Pinterest.

 

Juliana Sousa é Arquiteta e Urbanista, com cursos na área de Design de Interiores, Gerenciamento de Projetos, e Gestão Ambiental.

 

Contatos:

Studio E+A – Engenharia e Arquitetura

Avenida Alberto Martins Fontoura Borges, n¬ļ 580 | Bairro S√£o Benedito |

Uberaba/MG | Cep: 38022-070 |

Telefone: 34 3311-7243 | 34 99134-8578 | 34 99813-1119 |

studioea.construcoes@gmail.com

 

Publicado em 11/06/18

A vida conturbada nas grandes cidades est√° afastando a humanidade da natureza e da vegeta√ß√£o. Estima-se que as pessoas fiquem, atualmente, cerca de 90% do dia em ambientes fechados, principalmente em escrit√≥rios, trabalhando. A maioria dos interiores empresariais n√£o √© adequadamente planejado para receber jardins ou sequer vasos de plantas. E isso pode ser algo terr√≠vel tanto para a sa√ļde quanto para a produtividade dos empregados.

Um estudo recente feito pela Universidade de Melbourne, na Austrália, pela pesquisadora Kate Lee, mostrou que admirar a natureza por pequenos instantes melhora a concentração; e olhar para um jardim durante 40 segundos aumenta a produtividade e relaxa.

Outro estudo da Universidade de Queensland, na Austrália, diz que ter plantas à sua volta aumenta 15% a produtividade: o trabalhador fica mental, emocional e fisicamente mais envolvido no trabalho e mais feliz. Segundo o co-autor da pesquisa, Alex Haslam, os trabalhadores de escritórios verdes se sentem prestigiados pelo empregador e retribuem com satisfação e produtividade.

 

Ter plantas no ambiente profissional √© um investimento!¬†N√£o¬†√© √† toa que grandes empresas est√£o investindo em solu√ß√Ķes verdes, diminuindo os impactos ao Meio Ambiente e melhorando a imagem da empresa junto a clientes, visitantes e trabalhadores. Nesse sentido, um nicho de trabalho que vem crescendo no mundo corporativo √©, justamente, o de¬†design da paisagem interior. E, se tratando do gerenciamento de instala√ß√Ķes, restaurantes, lojas e escrit√≥rios, h√° uma forte tend√™ncia em voga na arquitetura, que √© a pr√°tica do¬†Plantscaping.

 

O Plantscaping √© um tipo de estrat√©gia que especialistas como Arquitetos Paisagistas usam para acrescentar o verde em suas propostas. √Č uma combina√ß√£o de arte, design, psicologia ambiental e t√©cnicas de cultivo para personalizar espa√ßos internos de edif√≠cios. √Č um jeito criativo de imitar o ambiente natural e emitir as sensa√ß√Ķes mais agrad√°veis, mesmo que em locais totalmente est√©reis, quanto os escrit√≥rios.

 

Fazer o Plantscaping envolve muito mais do que simplesmente escolher plantas em uma floricultura. Trata-se de saber complementar e destacar um Projeto Arquitet√īnico, aprimorando seu design espacial atrav√©s da inser√ß√£o de esp√©cies naturais.¬†Trata-se de unir a natureza aos interiores com o prop√≥sito de embelezar os lugares, mas tamb√©m de fornecer a melhor qualidade de vida e inspirar seus usu√°rios.

O objetivo n√£o √© transformar edif√≠cios de escrit√≥rios em mini selvas. Basta s√≥ uma √ļnica planta, bem colocada dentro do espa√ßo, para que todos os elementos construtivos ao redor se suavizarem. Dependendo da sua estrutura e forma, diferentes fen√īmenos visuais podem ser gerados.

Os benef√≠cios de um Projeto Arquitet√īnico totalmente integrado ao verde s√£o muitos:

  • As plantas s√£o √≥timas para reduzir a umidade, extrair o excesso de calor e melhorar a qualidade do ar e a ac√ļstica dos ambientes.
  • Quando bem nutridas e v√≠vidas, as plantas contribuem para o bem-estar geral das pessoas. Pesquisadores cl√≠nicos j√° comprovaram, em pesquisas realizadas na Europa e nos Estados Unidos, que a produtividade e a criatividade das pessoas aumentam quando elas est√£o em meio √†s plantas.¬†√Č preciso considerar o impacto das plantas em espa√ßos empresariais e a experi√™ncia positiva dos seus usu√°rios quando em contato com a vida natural.
  • Podem ser usadas para zonear espa√ßos ou estabelecer hierarquias focais.
  • Todos os itens listados acima favorecem para que o Edif√≠cio receba uma boa certifica√ß√£o, como a¬†LEED ‚Äď Leadership in Energy and Environmental Design ‚Äď que √© um sistema de certifica√ß√£o e orienta√ß√£o ambiental de edifica√ß√Ķes.

 

Algumas espécies que mais funcionam em ambientes internos são: Espada de São Jorge, Jiboia, Ráfis, Aspidistra, Marantas, Lírio da Paz, Comigo Ninguém Pode, Aspargo Rabo de Gato, Zamioculcas, Pacová, entre outros.

Às vezes, quando não é possível ter plantas de forma alguma, basta o uso da madeira sem pintura pois ela também remete à natureza.

 

 

 

 

Dica:

Para que um Arquiteto ou Design de Interiores possa desempenhar o papel de¬†plantscaperele deve, primeiramente, exercitar seu o olhar art√≠stico. Tamb√©m deve procurar obter mais conhecimento sobre plantas ‚Äď horticultura e bot√Ęnica.

S√£o fun√ß√Ķes do¬†plantscaper:¬†realizar propostas de paisagismo; fazer o acompanhamento da inser√ß√£o das plantas nos interiores; o acompanhamento da rega, poda, fertiliza√ß√£o, controle de pragas e doen√ßas, e outros cuidados semanais; e a aquisi√ß√£o de novas esp√©cies, al√©m de sua instala√ß√£o e manuten√ß√£o.

 

 

Fonte: Archdaily, GBC Brasil, Pinterest

 

Juliana Sousa é Arquiteta e Urbanista, com cursos na área de Design de Interiores, Gerenciamento de Projetos, e Gestão Ambiental.

Contatos:

Studio E+A – Engenharia e Arquitetura

Avenida Alberto Martins Fontoura Borges, n¬ļ 580 | Bairro S√£o Benedito |¬†

Uberaba/MG | Cep: 38022-070 | 

Telefone: 34 3311-7243 | 34 99134-8578 | 34 99813-1119 | 

studioea.construcoes@gmail.com

Publicado em 10/05/18

“A Cor do Ano (Pantone 18-3838) tornou-se muito mais do que uma tend√™ncia no mundo do design e da moda; agora √© realmente o resultado de uma reflex√£o e da identifica√ß√£o daquilo que est√° em falta no mundo atual‚ÄĚ

(Laurie Pressman, Vice Presidente do Pantone Color Institute)

O Ultra Violet¬† 18-3838 ‚Äď cor do ano de 2018¬† ‚Äď uma tonalidade “dram√°tica” de roxo, √© uma cor relativamente neutra; tem bastante azul, mas tem uma pitada de amarelo tamb√©m, al√©m do vermelho. √Č uma cor que combina muito bem com neutros como branco, cinza e preto.¬†¬†Na moda e na decora√ß√£o traz esoterismo e modernidade, e funciona bem com pe√ßas de estilo mais minimalistas e cortes retos.

Todas as esta√ß√Ķes da An√°lise Monocrom√°tica t√™m uma gama de roxos e seus derivados. Sendo assim, podemos contar com uma infinidade de vers√Ķes para nos inspirar ‚Äď todo mundo tem um tom de roxo para chamar de seu.

Para a decora√ß√£o, utilize o ultra violet em pontos de destaque ‚Äď objetos decorativos ou m√≥veis, em contraponto com cores claras e monocrom√°ticas. Para um ambiente mais suave, aposte nos tons pastel, como rosa, azul e lil√°s. Para um ambiente mais sensual, aporte nos tons mais escuros como o preto e o marrom, al√©m de utilizar tecidos luxuosos como o couro e o veludo.

 

 

O Instituto de Cores Pantone™ √© um servi√ßo de consultoria dentro da Pantone, que anuncia tend√™ncias mundiais de cores e presta aconselhamento sobre identidade de marcas e desenvolvimento de produtos em termos do uso de cores, envolvidos desde a aplicabilidade e a integra√ß√£o das cores dentro da estrat√©gia empresarial. Reconhecida internacionalmente como a l√≠der em termos de fonte de informa√ß√Ķes sobre cores, atrav√©s de estudos sazonais de tend√™ncias, desenvolvimento de cores customizadas e recomenda√ß√£o de paletas de cores para produtos e identidade corporativa, Pantone Color Institute faz parcerias com marcas internacionais para elevar o poder, a psicologia e a emotividade das cores em suas estrat√©gias de design. (Fonte: Pantone, Pinterest, Casa Vogue)

 

Juliana Sousa é Arquiteta e Urbanista, com cursos na área de Design de Interiores, Gerenciamento de Projetos, e Gestão Ambiental.

Contatos:

Studio E+A – Engenharia e Arquitetura

Avenida Alberto Martins Fontoura Borges, n¬ļ 580 | Bairro S√£o Benedito |¬†

Uberaba/MG | Cep: 38022-070 | 

Telefone: 34 3311-7243 | 34 99134-8578 | 34 99813-1119 | 

studioea.construcoes@gmail.com

 

Publicado em 16/04/18

Situado no¬†Valle¬†de¬†Guadalupe, Baja¬†Calif√≥rnia, distante 1h30 de Tijuana, o Hotel Encuentro Guadalupe tem cabanas com um ‚Äúqu√™‚Ä̬† futurista ‚Äď feitas de madeira e a√ßo ‚Äď suspensas no ar no meio dos rochedos des√©rticos, com p√© fincado na sustentabilidade.

                 

Este hotel campestre é formado por um conjunto de 20 apartamentos independentes com 20m² de área construída cada, localizados dentro de uma área de 94 hectares, que conta ainda com uma vinícola e está localizado na rota do vinho mexicano.

Hotel Encuentro Guadalupe

Projetado pelo Arquiteto mexicano Jorge Gracia, do Studio Gracia, no ano de 2011, teve como uma de suas principais premissas e parte da filosofia do empreendimento não intervir diretamente no terreno e respeitar a natureza da melhor forma possível. Assim, a estrutura em aço e madeira surge elevada do terreno, que sustenta o esqueleto dos apartamentos, chamados EcoLoft, permitindo assim que não haja contato direto com o meio.

A disponibilidade do aço por parte do cliente direcionou o projeto e também na forma limpa de utilizar o material. Foi utilizado aço corten para o revestimento, que com o longo do tempo modifica sua coloração mimetizando-se com a paisagem, o que permite que obra e meio ambiente estejam em harmonia.

A implantação do projeto surge do conceito de criar uma casa de luxo para acampar, cobrindo as necessidades básicas dos hóspedes, fomentando ao mesmo tempo o seu contato com o meio ambiente e o desfrutar de paisagens incríveis.

Cada apartamento ‚Äď ou EcoLoft ‚Äď √© equipado com uma cama king size, uma mesinha com duas cadeiras, arara suspensa para guardar as roupas, e uma adega climatizada com vinhos, de produ√ß√£o pr√≥pria. E um banheiro pequeno, por√©m extremamente moderno.

 

Quarto

 

Banho

Recepção

Recepção

Recepção

Restaurante

 

Piscina

 

Spa

 

A região e as vinícolas

Fonte: Archdaily Brasil

Juliana Sousa é Arquiteta e Urbanista, com cursos na área de Design de Interiores, Gerenciamento de Projetos, e Gestão Ambiental

Contatos:

Studio E+A – Engenharia e Arquitetura

Avenida Alberto Martins Fontoura Borges, n¬ļ 580 | Bairro S√£o Benedito |¬†

Uberaba/MG | Cep: 38022-070 | 

Telefone: 34 3311-7243 | 34 99134-8578 | 34 99813-1119 | 

studioea.construcoes@gmail.com

Publicado em 31/03/18

Entre os dias 13 e 16 de mar√ßo, no Transam√©rica Expo Center em S√£o Paulo, aconteceu a 16¬™ edi√ß√£o de 2018¬†da Expo Revestir. A feira, que √© considerada o maior evento de solu√ß√Ķes em acabamentos da Am√©rica Latina, reuniu grandes marcas do setor e recebeu diversos lan√ßamentos da Deca, Hydra, Celite, Ceusa, Docol, Lorenzetti, Portobello, Biancogres, Castelatto, Duratex, Eucaflor, F√≥rmica, Igui, Infibra, Promob, Revista Projeto, CAU, Sebrae, Solar Turbines, entre outros.

O Studio Engenharia e Arquitetura esteve na “Fashion Week” da Arquitetura e Constru√ß√£o e depois de uma longa e inspiradora visita selecionou os principais destaques para voc√™ conferir!

 

Gostaram?!

J√° j√° tem mais!

 

Juliana Sousa é Arquiteta e Urbanista, com cursos na área de Design de Interiores, Gerenciamento de Projetos, e Gestão Ambiental.

 

Contatos:

Studio E+A – Engenharia e Arquitetura

Avenida Alberto Martins Fontoura Borges, n¬ļ 580 | Bairro S√£o Benedito |¬†

Uberaba/MG | Cep: 38022-070 | 

Telefone: 34 3311-7243 | 34 99134-8578 | 34 99813-1119 | 

studioea.construcoes@gmail.com

 

 

 

Publicado em 21/03/18

E começa hoje a Expo Revestir 2018, a Fashion Week da Arquitetura e Construção.

√Č o maior evento de solu√ß√Ķes em acabamentos da Am√©rica Latina:

  • Materiais e solu√ß√Ķes inovadoras para projetos de engenharia, arquitetura, decora√ß√£o e construtoras;
  • Informa√ß√Ķes e oportunidades de neg√≥cios para revendas de material de constru√ß√£o;
  • Debates com experts mundiais no F√≥rum Internacional de Arquitetura e Constru√ß√£o.

Estaremos lá conferindo todas as novidades em materiais e acabamentos para trazer para vocês.

Publicado em 13/03/18

A cidade de São Paulo, bairro Alto de Pinheiros, foi o local escolhido por uma família paulistana que contratou o escritório Perkins + Will para a empreitada.

O ponto de partida do Projeto foi a árvore flamboyant existente no terreno de cerca de 1.000m² escolhido pelos moradores, dos quais 50% da área eram ocupados por jardim; e a imponente árvore, que se tornou a principal personagem do projeto.

O escrit√≥rio resolveu ent√£o primeiro estudar e entender todas as caracter√≠sticas do local, o que incluiu at√© a digitaliza√ß√£o da √°rvore. O mapeamento tridimensional no in√≠cio do processo, inclusive, foi imprescind√≠vel para essa estrutura ser feita, sendo que as dimens√Ķes e alturas da grelha foram definidas para reduzir ao m√°ximo o impacto a paisagem.

Depois de escolher o protagonista da obra, a id√©ia foi que todos, independendo de onde estivessem na casa, pudessem ver a √°rvore. Pensando nisso, a sala de estar/jantar e a varanda gourmet ‚Äď √°reas comuns e de recep√ß√£o ‚Äď deveriam estar estreitamente ligados a ele.

 

 

O engenheiro estrutural Hélio Olga desenvolveu uma grelha de madeira estrutural para cobrir essas áreas e possibilitar que a árvore fosse visível.

O Flamboyant, de nome científico Delonix regia, de origem Africana, é considerada uma das árvores mais bonitas do mundo, devido ao colorido intenso de suas flores.

 

Por ser uma esp√©cie muito presente em nossa cidade, pode ser o incentivo que faltava para a preserva√ß√£o das mesmas, e ao mesmo tempo ser o diferencial nos projetos arquitet√īnicos e de paisagismo uberabenses.

Fonte: Revista AU – Arquitetura e Urbanismo

Juliana Sousa  é Arquiteta e Urbanista, com Cursos na área de Design de Interiores, Gerenciamento de Projetos, e Gestão Ambiental

Contatos:
Studio E+A – Engenharia e Arquitetura
Avenida Alberto Martins Fontoura Borges, n¬ļ 580 –¬† Bairro S√£o Benedito
Uberaba/MG  Cep: 38022-070
Telefones: 34 3311-7243 | 34 99134-8578 | 34 99813-1119

 

Publicado em 11/03/18

Gilberto Machado Barata de Oliveira tomará posse hoje, feira, às 21 horas, como presidente do Instituto de Engenharia e Arquitetura do Triangulo Mineiro, durante solenidade que contará com a presença dos presidentes do CREA-MG, engenheiro civil Lucio Fernando Borges, e do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Minas Gerais,  arquiteto e urbanista Danilo Silva Batista, e de autoridades locais e regionais.

Tomar√£o posse como integrantes da executiva os seguintes profissionais: arquiteta Alessandra R√īso, engenheiro civil Walmir Janu√°rio, arquiteta Thais Curi, arquiteto Felipe Colmanetti Moura, engenheiro eletricista Geraldo Resende de Almeida, engenheiro eletricista Claudio Ant√≥nio de Oliveira, engenheiro civil Pedro Henrique Arduini (segundo tesoureiro).

Ap√≥s a cerim√īnia, ser√° servido jantar por ades√£o. O engenheiro civil Elei√ßon Mariano de Almeida, que encerrou a gest√£o, integra a diretoria para o bi√™nio 2018/2019, como membro do Conselho Consultivo, do qual fazem parte ex-presidentes do Instituto, como ¬†os engenheiros ¬†Haffes Hallal, Jos√© Elias Miziara Neto e Vicente Marino Junior.

Gilberto Barata vai receber os cumprimentos esta noite, ao lado da esposa Cristina

Publicado em 09/03/18
SOBRE MIM

Sou Virginia Abdalla, jornalista há mais de trinta anos. Ao longo desse tempo, assinei coluna social autoral, nos diários Jornal da Manhã e Jornal de Uberaba, trabalhando com conteúdo ético e abrangente. Espaço aberto para reportagens sociais e voltado também para comportamento, lifestyle, moda, cultura, gastronomia, ciências e tendências. Editei cadernos especiais de jornais e revistas, comandei programa de entrevistas em TV local e integro o quadro de colaboradores da publicação JM Magazine,  sempre procurando destacar pessoas pelo seu talento e fatos pela sua importância transformadora.
 Este é o foco do meu trabalho jornalístico, em prospecção para este Blog, on line desde 2012 - um novo e necessário caminho para fincar os pés no presente e tecnológico universo.
Sou graduada em Pedagogia pela Faculdade de Ciências e Letras Santo Thomaz de Aquino - com especializações no setor - e pós-graduada em Educação Latu Sensu pela Universidade de São Carlos. Empresária, mãe, avó, filha e mulher que eventualmente se permite expressar através de produções de arte sustentável.

MARIZA CURY GASTRONOMIA
Studio E+A Engenharia
Arquivo
  • expand2018 (111)
  • expand2013 (63)
  • expand2012 (492)

© 2018 Virginia Abdalla Blog . Todos os Direitos Reservados.
Powered by WordPress