A Rússia, sede da Copa do Mundo FIFA 2018, também é sede de Projetos Arquitetônicos belíssimos, que sempre vêm acompanhado de um grande senso de sustentabilidade compartilhado pelos europeus.

O “Tochka na Karte” Country Hotel – expressão em russo para “um ponto no mapa” – está localizado a 120 km de São Petersburgo, às margens do Lago Ladoga, na fronteira da República da Carélia.

 

A Rússia, sede da Copa do Mundo FIFA 2018, também é sede de Projetos Arquitetônicos belíssimos, que sempre vêm acompanhado de um grande senso de sustentabilidade compartilhado pelos europeus.

O “Tochka na Karte” Country Hotel – expressão em russo para “um ponto no mapa” – está localizado a 120 km de São Petersburgo, às margens do Lago Ladoga, na fronteira da República da Carélia

 

 

Assim os Arquitetos puderam acomodar os edifícios entre as árvores existentes, sem precisar cortá-las nem abrir mão do melhor do local – a vista do lago alcança todos os quartos por meio de painéis envidraçados que vão do chão ao teto. A fim de que a arquitetura não competisse com a natureza, as paredes levam madeira e metal escuro.

O hotel compreende 3 blocos prolongados de 2 andares de Quartos duplos, 32 Quartos Standard, Suítes independentes e um edifício de Recepção.

O edifício da Recepção é montado a partir de três módulos e alguns elementos pré-fabricados. Uma ampla gama dos módulos do hotel consiste em quatro blocos de 2 andares interligados por escadas e terraços.

Um módulo é um Quarto standard com área de 18 metros quadrados. Uma suíte é formada a partir de dois módulos.

Os módulos foram posicionados de forma que maior parte dos edifícios pudesse ficar “dispersa” entre os pinheiros. Foi o contexto da natureza setentrional de Karelia que orientou o Projeto Arquitetônico: o hotel está situado no ponto onde o rio Vuoksi se direciona para o Lago Ladoga.

Todos os módulos estão localizados entre os pinheiros existentes, que não foram cortados graças à estratégia modular. A primeira consequência desse contexto foi maximizar a interação entre o residente e o meio ambiente, por exemplo, a partir de um painel de vidro do chão ao teto em cada quarto com vista para o Lago Ladoga.

Formas naturais, disposição de árvores e esforço para fornecer uma visão da costa de todos os quartos caracterizam a localização das edificações no terreno.

 

 

A segunda consequência é seleção dos materiais e padrões. Uma abundância de madeira e metal escuro no acabamento externo tira o foco da Arquitetura, tornando a natureza a protagonista do espaço.

Atualmente, este Projeto é o único caso de arquitetura modular para instalações públicas no território da Rússia que possui um valor arquitetônico real, e conseguiram com isso alcançar a essência do lugar com a Arquitetura Nórdica Moderna.

Rhizome Architecture Group, Archdaily e Pinterest

 

 

Juliana Sousa é Arquiteta e Urbanista, com cursos na área de Design de Interiores, Gerenciamento de Projetos, e Gestão Ambiental.

Contatos:

Studio E+A – Engenharia e Arquitetura

Avenida Alberto Martins Fontoura Borges, nº 580 | Bairro São Benedito |

Uberaba/MG | Cep: 38022-070 |

Telefone: 34 3311-7243 | 34 99134-8578 | 34 99813-1119 |

studioea.construcoes@gmail.com

 

Publicado em 25/06/18

A sustentabilidade já deixou de ser tratada como uma simples obrigação, e hoje já é sinônimo de diferencial e identidade

 

Quando integrada corretamente em um Projeto de design, seja ele qual for, a sustentabilidade pode agregar muito valor ao Projeto, seja dando força a identidade ou ditando um estilo próprio. Foi isso que aconteceu a esse restaurante em Kiev, na Ucrânia.

O Restaurante chamado Simple foi pensado com foco na sustentabilidade e simplicidade – como o próprio nome já sugere – e traz bastante características da natureza e de uma vida mais orgânica. A ideia do restaurante é “seja simples, coma simples”, e implica cozinhar comida vegetariana a partir de produtos locais, frescos, e sem conservantes, mas em combinações inusitadas.

O ponto de partida para a concepção do Projeto foi a simplicidade, para a decoração e também para os pratos, que são feitos com ingredientes locais e da estação.

 

 

O Projeto Arquitetônico, o Projeto de design de interiores e a identidade visual do Simple foram desenvolvidos pela agência de branding, arquitetura e design Brandon Archibald, liderados pela Arquiteta Anna Alexandrova.

O formato estreito foi um grande desafio para o Projeto, já que a maior parte do restaurante tem 2,70m de largura. Como o Cliente participa da montagem do seu prato, essa parte ficou nos fundos da construção, ficando entre o salão de mesas da entrada e o da lateral, se tornando funcional e bem charmoso.

 

 

 

Os móveis – mesas e bancos – e itens como porta-guardanapos e bandejas são todos em madeira.

Materiais baratos que foram comprados no mercado local ganharam outro uso e foram reaproveitados. Potes de vidro reciclados se transformaram em luminárias pendentes. Caixotes viraram estantes e o rolo para massas serve de cardápio de bebidas. E para servir de cabide, um rastelo de cabeça para baixo.

 

 

 

 

Muitas plantas – suculentas e cactos – deixam o ambiente mais vivo, desde uma parede inteira dedicada a vasinhos em prateleiras e uma suculenta em cada porta-guardanapos.

 

 

O conceito e o Projeto foram muito bem elaborados e realizados, e o ambiente ficou perfeito para comer uma comida de qualidade, passar o tempo com pessoas queridas ou simplesmente tomar um café e ler um bom livro.

 

 

 

Os detalhes vão para além do salão. O porta-papel toalhas do banheiro é uma casa de passarinhos. E na parede do sanitário, Freud, te convida a sentar no vaso sanitário

 

 

Fonte: Brandon Archibald, Archdaily e Pinterest.

 

Juliana Sousa é Arquiteta e Urbanista, com cursos na área de Design de Interiores, Gerenciamento de Projetos, e Gestão Ambiental.

 

Contatos:

Studio E+A – Engenharia e Arquitetura

Avenida Alberto Martins Fontoura Borges, nº 580 | Bairro São Benedito |

Uberaba/MG | Cep: 38022-070 |

Telefone: 34 3311-7243 | 34 99134-8578 | 34 99813-1119 |

studioea.construcoes@gmail.com

 

Publicado em 11/06/18
em: News, Social

Alê Rôso e amigas entre elas a professora Dionir Andrade na festa junina beneficente de 2017

O Instituto de Engenharia e Arquitetura do Triângulo Mineiro (IEATM) e o Metropolitano – Núcleo de Arquitetura e Design de Uberaba preparam a Festa Junina Beneficente 2018, em dois dias com música ao vivo e barracas de instituições filantrópicas da cidade.

Segundo a diretora do IEATM, a arquiteta Thais Curi, a Associação de Combate ao Câncer do Brasil Central (ACCBC), mantenedora do Hospital Dr. Hélio Angotti, cuidará da barraca de espetinhos, a Adefu-Associação dos Deficientes Físicos de Uberaba, de caldos, a Paróquia Santa Edwiges, pasteis. A Paróquia Nossa Senhora de Fátima cuidará da barraca de pamonha, canjica, quentão e milho verde, o  Lar André Luiz, da barraca de cachorro-quente, o Lar Espírita Pedro e Paulo, com Comida de Buteco.

Também estará com uma barraca no evento, a  Associação dos Voluntários do Hospital de Clínicas de Uberaba (AVHC), com galinhada, bem como a Casa de Acolhimento Anjos do Bem, com a barraca de doces.

A festança será nos dias 22 (sexta-feira) e 23 (sábado) de junho, a partir das 19h, na sede do IEATM, na avenida Leopoldino de Oliveira, 1020, e beneficiará, ainda, o  Hospital da Criança e o Lar da Esperança.

 

O Metropolitano é um programa de relacionamento e fidelidade criado para proporcionar vantagens e benefícios exclusivos para empresas e profissionais da área de Arquitetura, Design de Interiores e Decoração

Publicado em 03/06/18

Cada vez mais usadas elas vieram para ficar

 

São chamadas assim pelo fato de ser montada a partir do entrelaçamento de galhos, ramos e etc. Muitas vezes até sem flores e muitos ramos. Este tipo de arranjo se destaca pela decoração contínua e baixa, podendo cair nas laterais ou não.

 

 

 

Pequenos castiçais, velas, flores e frutas são perfeitos para complementar o arranjo.

 

 

É uma excelente opção para mesas comunitárias pois trazem a beleza natural
para o ambiente.

 

Além de enfeitar; elas tem um custo razoável e são perfeitas para  não atrapalhar  a conversa ente os convidados

 

Publicado em 03/06/18
SOBRE MIM

Sou Virginia Abdalla, jornalista há mais de trinta anos. Ao longo desse tempo, assinei coluna social autoral, nos diários Jornal da Manhã e Jornal de Uberaba, trabalhando com conteúdo ético e abrangente. Espaço aberto para reportagens sociais e voltado também para comportamento, lifestyle, moda, cultura, gastronomia, ciências e tendências. Editei cadernos especiais de jornais e revistas, comandei programa de entrevistas em TV local e integro o quadro de colaboradores da publicação JM Magazine,  sempre procurando destacar pessoas pelo seu talento e fatos pela sua importância transformadora.
 Este é o foco do meu trabalho jornalístico, em prospecção para este Blog, on line desde 2012 - um novo e necessário caminho para fincar os pés no presente e tecnológico universo.
Sou graduada em Pedagogia pela Faculdade de Ciências e Letras Santo Thomaz de Aquino - com especializações no setor - e pós-graduada em Educação Latu Sensu pela Universidade de São Carlos. Empresária, mãe, avó, filha e mulher que eventualmente se permite expressar através de produções de arte sustentável.

MARIZA CURY GASTRONOMIA
Studio E+A Engenharia
Arquivo
  • expand2018 (110)
  • expand2013 (63)
  • expand2012 (492)

© 2018 Virginia Abdalla Blog . Todos os Direitos Reservados.
Powered by WordPress